Nem todas as plantas precisam da mesma quantidade de água: leia este guia para saber mais.

Atualizado: 13 de set. de 2021

A pergunta que não quer calar: Quando devo regar as minhas plantas?

O que sempre recomendo, é que não se apegue a recomendações prontas. Quando se lida com um ser vivo, o ideal é avaliar a necessidade de cada espécie, e essa necessidade está relacionada às mudanças do clima local e as variações durante o ano, o que pode ocasionar mais ou menos umidade e perda de água. Observando as plantas, podemos notar que cada uma tem necessidades de rega diferentes. Algumas precisam estar com o solo sempre umedecido, outras gostam do solo mais seco. E outras preferem o solo sempre encharcado.

Dicas para você se tornar um especialista na rega das suas plantas queridas:


1- Procure regar sempre no início da manhã ou no fim de tarde, quando o sol está ameno;

2- Regue de forma generosa até sair água pelo furo do vaso. A drenagem do vaso é fundamental para o total escoamento da água (nada de deixar água no pratinho);

3- Se a planta estiver no jardim ou floreira ao ar livre, tenha certeza que a desidratação do solo será mais rápida do que em um vaso que está dentro de casa, por isso é necessário observar a umidade da terra antes da rega;

4- Molhar sem a necessidade, prejudica a planta. Se o solo estiver sempre molhado, as raízes podem apodrecer. Com excesso de umidade, as mesmas podem desenvolver doenças fúngicas, que por sua vez, podem atacar e matar a planta. Com exceção para espécies aquáticas que possuem o caule adaptado a esta condição;

5- Conferir as suas plantas ao menos 1 vez a cada 3 dias e fazer a análise do “dedômetro”. (Colocar o dedo na terra, caso esteja seca na superfície e na profundidade cerca de 3 a 5 cm, é hora de molhar novamente).


O segredo de uma rega de sucesso, está em pesquisar a origem da planta: se ela é do deserto, gosta de solo seco, se é uma planta cujo a origem natural é a floresta tropical, então ela gosta de calor e umidade. Nem todas as plantas precisam da mesma quantidade de água, veja alguns sinais que as plantas dão quando existe algo errado na rega:


Plantas desidratadas: Folhas caídas ou com a aparência de desmaiadas. folhas enroladas ou enrugadas.

Plantas com excesso de rega: Partes moles, manchas amareladas nas extremidades, apodrecimento de partes da planta ou manchas pretas.


Com essas dicas e observação da planta, em pouco tempo você conseguirá identificar como a rega é efetiva de acordo com a sua região.

Qualquer dúvida com relação a rega, mande uma mensagem que buscarei auxiliar. Em casos de atendimento especifico, contamos com o serviço de consultoria que vai te ajudar e entender o seu espaço e a relação com as plantas ideais.

Fique a vontade para comentar sobre o assunto abordado e compartilhar suas experiências com a rega das companheiras.


Até a próxima.


Camilla Sousa

Arquiteta Paisagista



124 visualizações10 comentários

Posts recentes

Ver tudo